Arquitetura Serverless

"O modelo escalável para seu negócio"

Um modelo born-in-the-cloud

Sem gerenciamento de máquinas e VM
Sem atualizações de sistemas operacionais
Escalabilidade automática

Uma abordagem de construção definitiva

Através da definição de regras de negócio em linguagens diversas, mantendo a simplicidade do fluxo de execução na forma de micro serviços escaláveis, a arquitetura serverless (sem servidores) estabelece um paradigma sem precedentes para o desenvolvimento. Do ponto de vista de simplicidade e economia a longo prazo, a forma modular e auto-escalável permite escrever código que se ajusta automaticamente a qualquer carga de trabalho, integrando-se virtualmente com qualquer solução através de interfaces padrão da indústria.

Provedores de nuvem oferem Serverless a preços diferenciados

Azure Functions

Com o Azure Functions é possível desenvolver uma arquitetura Serverless facilmente em linguagens como JavaScript, C#, Python e PHP, além de scripts Bash, PowerShell e mesmo o mais tradicional Batch do Windows. 

Servindo de back-end para construção de chat bots, realizando processamento em Batch ou agendado, criação de código que responde a eventos como adição de um arquivo na storage ou mesmo resultantes de um comando de voz, ou código que possibilita a criação de serviços e APIs para aplicações mobile e web, são alguns dos tipos de aplicações auto-escaláveis e auto-gerenciadas que o Azure Functions ajuda a criar.

Em contraste a soluções que requerem um ou mais servidores (VM) que consomem de modo ininterrupto a assinatura do Azure, as Functions são cobradas apenas durante a execução do código.  

A integração com a solução de DevOps a cargo do  Team Services (antigo Team Foundation) também é natural e suave, além de outras ferramentas como GitHub e BitBucket.

AWS Lambda

Com o AWS Lambda é possível desenvolver soluções sem o provisionamento de máquinas virtuais. Com um motor de execução gerenciado pela Amazon, os códigos, que podem ser escritos em Node.js, Java, C# ou Python são executados num contexto que escala automaticamente  de alguns requisições para milhares de requisições por segundo.

O modelo de cobrança do AWS Lambda é definido como cobrança apenas pelo uso, sendo que soluções desenvolvidas numa arquitetura Lambda resultam em custos operacionais reduzidos comparado à soluções tradicionais em máquinas virtuais, além de herdar outras características de eficiência operacional de arquiteturas born-in-the-cloud.

Respondendo a eventos como adição de arquivos num bucket do Amazon S3, ou mesmo disparando respostas estimuladas por sensores IoT, as soluções baseadas em funções redefinem o modo como o desenvolvimento é feito, oferecendo abordagens de maior longo prazo e mais econômicas. As características elásticas da nuvem e o investimento em ativos de código se torna mais duradouro, respondendo agilmente à expansão de seus negócios.